Fonoaudiologia

Motricidade Orofacial
Problemas estruturais ou funcionais dos órgãos fonoarticulatórios podem interferir na comunicação oral e em outras funções orais, como a respiração, a mastigação e a deglutição. O tratamento adequado das alterações do sistema sensório motor oral proporciona bem estar físico e emocional para o paciente.

Linguagem e Fala
Previne, avalia, orienta e trata os distúrbios de comunicação oral e escrita, que comprometem a capacidade de produzir e compreender enunciados gramaticalmente estruturado e/ou semanticamente apropriados. Através da fala expressamos nossos pensamentos, experiências e sentimentos. Porém, antes que as palavras sejam pronunciadas, deve ocorrer uma programação dos movimentos da musculatura dos órgãos fonoarticulatórios para produzir os sons da fala. As alterações de linguagem e fala mais frequentes são: atraso de aquisição de linguagem, afasia, dislexia, gagueira, dislalia e apraxia. Com o tratamento fonoaudiológico, a linguagem e a fala poderão ser muito facilitadas, permitindo uma comunicação mais eficaz que favorece a integração social e profissional do paciente.

Voz
A disfonia é uma alteração na emissão vocal que dificulta a produção natural da voz. Os principais sintomas vocais são os seguintes: rouquidão, fadiga vocal, esforço à emissão, afonia, soprosidade e dor. A fonoterapia trata os problemas da voz e promove uma melhoria na qualidade vocal, restabelecendo a melhor voz possível, que será funcional para objetivos de trabalho e comunicação geral.

Processamento Auditivo
Alteração no processamento auditivo é uma dificuldade apresentada pelo SNC em lidar com as informações captadas pelas vias auditivas. Esta alteração pode resultar em um prejuízo para uma série de habilidades que necessitam da informação auditiva, como atenção, memória, cognição e linguagem.
Geralmente, o indivíduo que apresenta desordem no processamento auditivo se beneficia do treino auditivo, que visa aumentar a eficiência da recepção da comunicação.

Leitura e Escrita
É a dificuldade de decodificar e formar palavras, na hora de ler e de escrever, embora normalmente não ocorra a mesma dificuldade na expressão oral. O fonoaudiólogo trabalha com a interpretação dos fonemas, promovendo a consciência do sistema fonológico e o domínio de todos os fonemas, e, consequentemente, a alfabetização.

Disfagia
É uma alteração na deglutição, ou seja, se no ato de engolir alimento ou saliva existem riscos de aspiração ou de subnutrição, estamos diante de uma disfagia. Pode surgir em diferentes fases da vida, principalmente com o avançar da idade, podendo trazer problemas sérios à saúde. As alterações da deglutição devem ser diagnosticadas e tratadas pela equipe multidisciplinar, fundamentalmente fonoaudiólogos, que são os profissionais aptos ao trabalho específico da função.

Gagueira
É um distúrbio de comunicação, de base neurofisiológica, que afeta áreas do cérebro responsável pela fala e linguagem, produzindo uma fala interrompida e descontínua. A gagueira pode iniciar assim que a criança começa a falar, mas em geral se manifesta por volta dos três ou quatro anos.
Picos de agravamento da gagueira podem ocorrer por volta dos sete anos, ou mesmo na pré-adolescência e na adolescência. O atendimento fonoaudiológico facilita a fluência da fala, mesmo que as tendências a rupturas na fala permaneçam, elas poderão ser suavizadas.

Estética Facial
Quando nos expressamos, rimos ou choramos, os músculos da face se contraem. Como consequência destas frequentes contrações, com o passar do tempo, a atividade destes músculos da face resulta no desenvolvimento de rugas de expressão profunda, tais como as linhas da testa, os vincos entre as sobrancelhas e os “pés de galinha”. A terapia fonoaudiológica em estética facial busca atuar no processo que minimiza os sinais de expressão e melhorar sua aparência.

AGENDE SEU ATENDIMENTO!

Particular e Convênio somente por meio de reembolso
(11) 5523-4388
Whatsapp (11) 95274-0176
contato@espacoevoluir.com

ou

envie uma mensagem pelo formulário

Não faremos spam, prometemos.